19 maio 2011

Texts in Love: "Apego à outra frequência cardíaca"

Tumblr_lafp5klxwi1qeqnllo1_500_largeQuero um casamento onde haja senso de humor e senso de amor. Quero uma rotina e um beijo que me tire o fôlego no final do dia. Quero o amor que toda garota boba sonha, mas quero que seja mais real que sapatinhos de cristal.

Quero ter um filho e sentir tudo da maternidade. Quero provar do amor incondicional dos comerciais de margarina. Quero ser chamada de mãe e ouvir alguém dizer "eu te amo" sem ter a menor noção do significado, e muito menos do motivo.

Quero que meus amigos durem para sempre e que eu possa sempre ter a liberdade de ter loucuras. Quero encontrá-los para um café rápido, mas não quero que isso seja raro. Quero ligar pra eles pouco tempo depois de terem saído da minha casa para falar que vão ter que voltar amanhã, pois esqueceram o carrinho da filha.
Eu quero tudo isso, mas a conta do apego quem é que paga? Se paga com o mesmo número de lágrimas que sorrisos? Talvez.

Pá! Um amigo doente! Um filho com problemas na escola! Um marido desempregado! E der repente, toda dor é sua.
Talvez eu queira demais, mas queria saber quais as consequências. "Ah! Eu adoro esse biscoito. Quanto custa o pacote, moço?" "Olha só, descobri que te amo. Quantas noites eu ficarei sem dormi por causa disso?"

Mas mesmo que eu soubesse das consequências, eu nada faria para impedir. "Somos responsáveis pelo o que cativamos", já disse Saint Exupéry. Mas não de uma forma ruim, como obrigação. E sim por causa da vontade sem fim que temos de sentir! E sabemos que isso só acontece quando vemos o quanto outra pessoa nos importa.
O problema é que a culpa de sentir é grande demais para sapiens sapiens. E nos afundamos em dor a cada vez que algo sai diferente da perfeição do nosso mundo de devaneios.

E você está pronto para isso? Está pronto para multiplicar -e não dividir- dores e alegrias?

Quem enviou este texto? Saiba mais :
Alana Araújo
Minha fotoDesesperada - Chorona - Que se diz atriz - Que não sabe o que vai ser quando crescer - Adora alegria mas admite a tristeza - Iludida - Mais uma inqulina de Meu Deus tentando ser boa em alguma coisa. ''Ela sobre ela''
Visitem : Sem Intenções

11 comentários:

  1. Que texto incrível. Maravilhoso. Adoro esses textos que passam sentimentos pra gente. Nhac nhac nhac

    http://destinazioneparadiso1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Seguindo seu blog, e nossa, parabéns pelo layout e pelos textos! Realmente muito lindos.
    Beeijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Lindoo esse texto!Aliás queria saber se aceitam parceiria.bonequinhadeporcelanas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi amor, amei o blog, já estou seguindo, se der segue o meu lá também e comenta, bjs e até mais.
    http://itsmanchic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei o texto, tipo MARAVILHOSO!
    *-*

    ResponderExcluir
  6. lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    me apaixonei pelo blog!!
    quando tiver um tempinho da uma passada la no meu, esta no comecinho mas espero que goste.
    bijinhos!

    ResponderExcluir
  7. Oiiii Gabriela!! Tudo bom???

    Amo o seu blog!!!Entro nele todos os dias!!!!

    Bjos flor!

    @deyse_smello
    www.wix.com/deyse_smello/cinderellanerd

    ResponderExcluir
  8. Eu amo esse texto ele é da minha melhor amiga.
    Visitem e sigam o blog dela.
    http://semintencoes.blogspot.com/
    Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pela oportunidade gigantesca de divulgação do meu blog, Gabriela. Você não sabe o quanto eu estou feliz por ter meu texto aqui, exatamente pq eu sei o sucesso que é o Cravo e Canela. Devo agradecer também suas leitoras q comentaram carinhosamente. Bjão!

    ResponderExcluir
  10. Ain que texto lindoo ... muito boa a oportunidade que dão pra as escritoras da internet *-*

    Quero parceria, pode ser ?

    http://thedifferentgirls.blogspot.com/

    ResponderExcluir