02 outubro 2011

Sobre todas minhas vontades

Tumblr_lsf0wmsvya1qg9xhho1_500_largeTenho escrito menos. A desculpa da vez seria por falta de tempo, falta de criatividade, mas nunca é. Escrevo menos, como consequência de uma bagunça explosiva que amargura minhas palavras. A literatura anda amargurando meu ser.
Tenho pensado menos, e agido mais. Não penso, pra não lembrar. Os pensamentos fragilizam o que ainda consegue ficar de pé, mas o silêncio dentro da minha cabeça, anda de gritaria com meu coração. 
Tenho sonhado menos. Não sonhar, significa não se iludir, não sonhar me protege de decepções e de tormentos. Tormento de querer algo que não posso ter, nem sentir, nem tocar... só ver, de relance.
Tenho sorrido menos. Mas não por fora, por dentro. Já dei gargalhadas, já me diverti em alguns lugares, com algumas pessoas. Mas por dentro, tudo grita, tudo chora, tudo implica com o mundo a fora.
Tenho vivido menos. E isso é o que mais me machuca. Assusta. A dor é a única verdade que me faz lembra que eu ainda existo. Feliz ou não, eu ainda existo, mesmo exitando, devagar, quase parando. E sou obrigada a lidar com essa verdade, sabendo que nunca vai mudar.
Mas tenho sentido muito. Sinto todas as emoções cabíveis dentro do peito. Sinto saudade, angústia, ódio, remorso, ciumes, solidão. Sinto vontade de não sentir, sinto que não deveria existir. Mas me dou muito bem com tudo isso. Ser forte não é fácil. Mas é com tudo isso que estou aprendendo a não desistir. Não desistir de mim mesma. Não desistir de continuar tentando escrever, pensar, sorrir, viver e sentir. Mas sentir coisas boas, sentir alivio, sentir confiança, sentir sua e  sentir o delicioso cheiro dessa noite chuvosa que deixará um no ar aquele otimismo no próximo dia de sol.

10 comentários:

  1. Nossa Gabi, essas palavras me atingiram em cheio.
    Eu sinto também, sinto muito tua falta por aqui. Mesmo tão distante tua presença me faz bem. Espero que todas essas coisas que aparentemente são ruins, passe e que logo logo toda a felicidade seja destinada a ti. ♥

    ResponderExcluir
  2. A menina seu texto relata uma fase que todos nós passamos, essa coisa de estarmos sempre menos, mas isso passa.

    http://www.profanofeminino.com/

    ResponderExcluir
  3. que intensas suas palavras xará.
    E o que te digo é que pode durar o tempo que for, mas não desista de si. Seu eu é o que você tem de mais precioso.
    ---
    vim te convidar para dar uma olhada na edição imageteen http://migre.me/5Pl7Q

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Eu sou do blog MR e amei teu blog, o nome e tudo. Queria saber se você aceita afiliação?

    http://www.morangoredondo.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto,parabéns! Amo demais aqui! Visito quase todo dia só pra ler seus textos *-* Se pduer visita o meu Famenine Place? http://viverserfeliz-renata.blogspot.com/ Se gostar,adoraria ver você seguindo ele!

    ResponderExcluir
  6. Bom, espero que você fique bem, Gabi. Acho que todo mundo passa por isso alguma vvez e depois supera...


    backstage-gi.blogspot.com (seguindo aqui)

    ResponderExcluir
  7. Muito fofo o blog, seguindo aqui retibui?

    Beijos,
    http://purocaprichoo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro os seus textos, porque parece que eu fui para lá. Tudo consegue mostrar o que estou sentindo. Exatamente: Tenho vivido mesmo, sorrindo menos, escrito menos, mas no fim acabo sentindo demais. As vezes o que eu sinto é péssimo mas muitas vezes também me deixam feliz por ver que estou bem. Depende do momento.
    Beijão
    blogloucamistura.blogspot.com

    ResponderExcluir