18 janeiro 2012

É quase meia-noite

Hoje eu parei por algumas horas, do meu dia que sempre é corrido para poder observar um pouco mais, as coisas que giram ao meu redor, pra conseguir entender porque tudo está tão mudado, tão incomum. Mas olho para todos os lados e não encontro, exatamente nada, de tão grande impacto que tenha feito as coisas ficarem, estranhas para mim. É monótono.

De certa forma, não faz muita diferença, até porque não machuca e nem alegra, mas estabiliza. Porque será que isso acontece? As pessoas mudaram... agem como se eu não existisse, não criticam, mas também não apoiam. Ruim mesmo é se sentir sozinho, mesmo pra mim que adoro momentos a sós comigo mesmo, até mesmo eu gostando mais é de um chá e um bom livro. Solidão não é ruim. Se sentir sozinho, em meio a tanta estranheza é.

E mesmo refletindo por horas, ainda não consigo entender. Logo eu que sempre tirei boas notas em interpretações de textos, não interpreto nada em relação a mim mesmo. Não sei nem mesmo o que não consigo entender. É confuso, e é chato pra caralho. Mas eu nem ligo. E eu acho que é esse o problema. Comodidade. Acho que já tô mais que acostumado com as coisas não mudarem nunca. Por isso não dói, não incomoda, não muda. Eu já não sonho mais. Minha ilha da Utopia estava fechada pra balanço, e nem lembro o motivo pra isso.

Desilusão não mata, deixa em coma. Mas uma hora a gente acorda com uma vontade de se iludir de novo, e sair dessa monotomia. Talvez eu tenha acordado desse coma mesmo com essa exaustão existencial ascendente, é quase meia-noite e está na hora de ir dormir. Voltar a sonhar. Se iludir. 

6 comentários:

  1. Adorei o post, às vezes também entro nessa monotonia, nessa comodidade... Seu texto me fez lembrar uma frase de Caio F. de Abreu que é assim "O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada."

    Bjin*

    http://deardiary-sucker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. A desilução acaba com a nossa utopia, texto lindo, pura verdade.

    ResponderExcluir
  3. texto muito lindo. Adorei.

    Estou com um blog novo, passa la pra vê-lo, e qm sabe segui-lo. seria uma honra. Beijao

    ResponderExcluir
  4. Você arrasa com as palavras, coisa que eu não consigo fazer: expressar meus sentimentos em letras.
    Me identifiquei no sentido da solidão, ás vezes penso: Eu sou a minha melhor companhia. Não é mesmo?
    Adorei o post.
    Beijinhos: http://cabidemoderno.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eu sentia isso sempre, mas acabou que da última vez, "perdi" a capacidade de voltar às ilusões- é bom ao mesmo tempo que é ruim, meio entorpecido :/
    Ah, e está tendo um super concurso de coisas que eu trouxe de Paris e Londres mais divulgação, dá uma olhada lá ;)

    Beeijos
    Conspirantes: Concurso Mr.Blog&Eurotrip de Aniversário

    ResponderExcluir
  6. Nossa, lindo lindo seu texto.

    Parabens pelo blog lindo.
    to seguindo, ficarei feliz tbn en tê-la como minha seguidora;
    Bejos

    ResponderExcluir